O preço dos videogames: a disparada para US$ 70 ou mais

O aumento dos preços na indústria de videogames é um tema quente, com os principais jogos sendo agora vendidos por US$ 70 em vez dos tradicionais US$ 60. Este aumento é atribuído ao aumento dos custos de desenvolvimento e, dizem alguns, à ganância corporativa. Apesar das reações negativas dos jogadores, a Take-Two Interactive, empresa controladora da Rockstar Games, planeja aumentar ainda mais o preço com o tão aguardado Grand Theft Auto VI, potencialmente vendendo-o por US$ 80.

A era dos jogos por US$ 70

A transição para jogos de US$ 70 começou em 2022. Grandes editoras como WB Games, Activision, Nintendo, Xbox e PlayStation adotaram este novo modelo de preços para seus maiores lançamentos. Embora esta mudança tenha atraído críticas, jogos populares como Call of Duty e The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom ainda venderam bem pelo preço mais elevado. Durante uma recente teleconferência de resultados, o CEO da Take-Two, Strauss Zelnick, sugeriu a possibilidade de preços ainda mais altos para os próximos títulos.

Quando questionado sobre como a Take-Two define os preços de jogos como Grand Theft Auto VI e Borderlands, Zelnick evitou especificar números exatos. Em vez disso, ele discutiu a filosofia mais ampla de preços da empresa. Ele ressaltou a importância de oferecer grande valor em qualquer faixa de preço, visando agregar mais valor do que cobram. De acordo com Zelnick, o objetivo é garantir que os jogadores sintam que estão obtendo valor pelo seu dinheiro.

A perspectiva de um GTA 6 por US$ 80

Dadas essas declarações e o histórico de preços da Take-Two, especula-se que o GTA 6 poderia ser vendido por US$ 80 ou mais. O jogo é um dos lançamentos mais esperados da história recente, após o enorme sucesso de GTA V e GTA Online. Com sua grande base de fãs e o enorme burburinho em torno dele, é plausível que Zelnick e Take-Two vejam uma oportunidade de estabelecer uma nova referência de preços.

Em última análise, a decisão de definir o preço do GTA 6 acima de US$ 70 cabe aos executivos de Zelnick e Take-Two. Dados os custos crescentes e os longos tempos de desenvolvimento dos grandes jogos, é concebível que eles cheguem a um preço de US$ 80 se acharem que o mercado pode suportá-lo. A empresa também poderia oferecer edições especiais a preços ainda mais elevados, testando ainda mais os limites do que os consumidores estão dispostos a pagar.

Fonte: www.bing.com