Battlestate disponibiliza o modo PvE para todos os proprietários da edição EoD

Escape from Tarkov: desenvolvedor Battlestate revisa sua estratégia em relação ao modo PvE exclusivo da edição Unheard

Uma decisão contestada

O desenvolvedor de Escape from Tarkov, Battlestate, decidiu voltar atrás em sua decisão de bloquear um modo PvE “exclusivo” para sua edição Unheard de € 300 após receber feedback dos jogadores. No entanto, a empresa insiste que não está a descumprir a sua promessa de dar aos proprietários da End of Darkness Edition “todos os DLCs subsequentes” porque “o modo PvE não é DLC”.

Uma reação dos fãs

Ontem à noite (26 de abril), Matt relatou que Battlestate irritou os fãs depois de revelar uma edição especial de € 250 (€ 300 após impostos) que, além de vantagens especiais que alguns chamam de pague para ganhar, contém um modo cooperativo PvE exclusivo. que não será disponibilizado para quem adquiriu uma edição anterior.

Explicações do estado de batalha

O COO Nikita Buyanov escreveu no subreddit do jogo: “Deixe-me esclarecer um pouco mais a situação em relação aos proprietários da versão EoD e ao acesso ao modo cooperativo, entre outras questões”. Ele acrescentou que o modo PvE não era DLC no sentido da empresa.

Com isso, diante da “insatisfação” dos jogadores, a equipe decidiu disponibilizar o modo PvE gratuitamente para todos os proprietários da edição EoD no lançamento oficial do jogo. Porém, isso só acontecerá quando o modo sair do Acesso Antecipado, o que poderá acontecer. levar vários anos. Enquanto isso, os jogadores que não atualizarem para a Unheard Edition e ainda quiserem experimentar o modo PvE terão que pagar por esta oportunidade durante o Acesso Antecipado.

Acesso ao modo PvE

Os jogadores agora têm a oportunidade de testar este modo comprando ou atualizando para a Unheard Edition do jogo. Além disso, Battlestate está oferecendo um desconto de 50% para qualquer atualização para a Unheard Edition. Os proprietários da EoD Edition também receberão um desconto de 70% na compra do PvE Early Access.

Fonte: www.eurogamer.net