Let’s Get Evil: Astarion revela sua verdadeira natureza em Baldur’s Gate 3

Bem-vindo! Let’s Get Evil é uma série mensal para apoiadores da Eurogamer onde nos aprofundamos nos jogos sendo o mais malvados possível. Parece simples, mas é? E quanta liberdade cada jogo oferece para ser horrível? Só há uma maneira de descobrir.

Os limites da vilania em Baldur’s Gate 3

Atenção, spoilers surgirão naturalmente à medida que avançamos em Baldur’s Gate 3. Atualmente, nos deparamos com os eventos do Ato 3, particularmente aqueles relacionados ao Dark Desire. Se você se juntar a nós este mês para o teste gratuito, certifique-se de acompanhar os episódios anteriores – para conhecer o verdadeiro poder do Lado Negro.

Este mês temos ajudado principalmente outras pessoas a alcançarem seu terrível potencial. Pense em nós como um facilitador, se quiser – um facilitador demoníaco determinado a trazer à tona o lado mais sombrio das pessoas. Hoje, nosso protegido: Astarion. Mas primeiro, uma rápida recapitulação. Deixamos você da última vez depois da importante revelação de que Bhaal, o deus do assassinato, era meu pai. Não só isso, descobri que havia instigado toda essa triste conspiração do Cérebro Antigo para dominar o mundo em primeiro lugar. Gortash, Ketheric Thorm e eu começamos, e então Orin veio e me expulsou. Lembro-me agora, mais ou menos. Gortash deseja reacender nossa antiga aliança e conquistar o mundo juntos, o que eu apoio totalmente. Tudo o que tenho que fazer agora é matar Orin. Será um prazer.

Fonte: www.eurogamer.net