Novo driver DX11 da Intel para GPUs Arc – com ferramenta revolucionária de benchmark

[Introduction]

As atualizações recentes da Intel para seu driver DirectX 11 para placas gráficas Arc e a introdução de uma versão reconstruída de sua ferramenta PresentMon provocaram entusiasmo na comunidade de jogos. Essas melhorias prometem desempenho aprimorado do sistema e facilidade de monitoramento, preparando o cenário para uma nova era de experiências de jogo. Neste artigo, nos aprofundamos nessas atualizações e exploramos seu impacto nas GPUs Arc da Intel e no desempenho de jogos.

[Part 1: Enhancing DirectX 11 Support for Arc GPUs]

O foco da Intel mudou para reforçar o suporte para APIs gráficas mais antigas, particularmente DirectX 11, em suas GPUs Arc. A empresa concluiu recentemente a tarefa de portar os títulos DX9 para seu novo driver e agora visa otimizar o desempenho do DX11. Anteriormente, o driver gráfico da Intel priorizava o descarregamento do trabalho para a CPU para maximizar as taxas de quadros. No entanto, com a introdução das GPUs Arc, essa abordagem ficou desatualizada, pois a CPU frequentemente se tornava o gargalo. Para resolver esse problema, a Intel reformulou o driver, realocando certas funções para a GPU para aliviar a tensão da CPU e melhorar o desempenho geral.

[Tapping into the Potential: Performance Improvements]

A reengenharia do driver Arc DX11 da Intel produziu melhorias notáveis ​​no desempenho em vários títulos populares. Em alguns casos, houve um aumento de até 33% nas taxas médias de quadros em jogos como Overwatch 2 no Arc A750 LE. Os títulos de Esports também receberam aumentos notáveis, com Counter-Strike 2, Valorant, League of Legends e Apex Legends experimentando melhorias na taxa de quadros variando de 11 a 18 por cento. Além das melhorias médias na taxa de quadros, a consistência do tempo de quadro também melhorou em 20% nos títulos DX11 selecionados. Notavelmente, o novo driver exibe melhorias significativas no desempenho momento a momento durante as cenas de jogo, superando os ganhos médios destacados pelos pontos de dados fornecidos pela Intel.

[Part 2: Introducing the Beta Version of PresentMon]

Além dos aprimoramentos do driver DX11, a Intel revelou a versão beta de sua ferramenta PresentMon, que já está disponível para os usuários explorarem. Essa ferramenta atualizada apresenta uma sobreposição amigável e rastreia novas métricas, incluindo a estatística “GPU ocupada”. Essa estatística indica se a GPU está operando em capacidade total ou subutilizada devido a outros gargalos do sistema. O monitoramento dessa métrica ao longo do tempo pode fornecer informações sobre se a CPU ou GPU requer atualização. Por exemplo, se a GPU estiver constantemente ocupada, isso indica que a CPU está fornecendo carga de trabalho suficiente e que o sistema está limitado pela GPU. Por outro lado, a ociosidade frequente da GPU sugere um gargalo da CPU. Essa ênfase em sistemas equilibrados se alinha com o foco recente da Intel em oferecer opções competitivas de CPU e GPU no segmento de mercado orientado para o orçamento.

[Optimizing Game Settings with PresentMon]

O PresentMon também facilita uma compreensão mais clara de como as configurações do jogo afetam a carga da GPU e as métricas de tempo de quadro. Os usuários podem testemunhar em primeira mão o impacto do ajuste das configurações gráficas na consistência do quadro, mesmo se houver uma queda nas taxas médias de quadros. Por exemplo, executar CS:GO em configurações baixas pode resultar em tempos de quadro picos, enquanto aumentar a qualidade gráfica para ultra pode levar a uma entrega de quadros mais consistente. O PresentMon permite que os usuários ajustem a carga dinâmica da CPU e da GPU de acordo com o jogo, fornecendo informações em tempo real sobre a otimização do jogo.

[Part 3: Expanding Possibilities with PresentMon]

Durante nossa conversa com Tom Petersen, representante da Intel, ele sugeriu o potencial de futuras versões do PresentMon para fornecer mais clareza sobre a distribuição do tempo de quadro entre o driver, o jogo e a própria GPU. Esse empolgante desenvolvimento abre as portas para uma análise e avaliação de desempenho aprofundadas pela Digital Foundry. Além desses aprimoramentos, o PresentMon oferece uma variedade de estatísticas familiares, incluindo taxa de quadros, tempo de quadro e métricas específicas da GPU, como frequência, tensão, temperatura e uso de VRAM. Além disso, a ferramenta tem sobrecarga insignificante, funciona perfeitamente em placas gráficas Nvidia, AMD e Intel e suporta as principais APIs gráficas modernas, como OpenGL, DX9, DX11, DX12 e Vulkan.

[Conclusion]

As atualizações recentes da Intel para seu driver DirectX 11 para GPUs Arc, juntamente com a introdução da ferramenta PresentMon renovada, elevaram significativamente o desempenho dos jogos e os recursos de monitoramento. O driver reprojetado abordou os desafios históricos de desempenho e desbloqueou melhorias substanciais na taxa de quadros, principalmente em títulos de e-sports. O PresentMon oferece aos usuários recursos de monitoramento intuitivos, permitindo o ajuste em tempo real das cargas de CPU e GPU para otimizar as experiências de jogo. Esses avanços marcam um passo significativo para as GPUs Arc da Intel e significam um futuro promissor para os entusiastas de jogos. Fique atento para análises e insights mais detalhados no DF Direct Weekly #125, onde demonstramos os recursos da ferramenta em nossa configuração de PC tipo console 4800S/RX 6700.

Fonte: www.eurogamer.net