Star Wars: Dark Forces Remaster, o clássico jogo FPS dos anos 90, chega em 28 de fevereiro com melhorias de 4K e 120fps!

Prepare-se para mergulhar de volta no universo Star Wars com a remasterização do lendário jogo de tiro em primeira pessoa dos anos 90, Star Wars: Dark Forces. Anunciado em agosto passado pela Night Dive Studios, esta tão esperada remasterização será lançada em 28 de fevereiro.

Uma modernização fiel ao jogo original

Night Dive Studios, especializado em revitalizar jogos clássicos, como o remake de System Shock lançado em maio passado, oferece a este icônico título de 1995 uma atualização gráfica impressionante. Com resolução 4K e taxa de atualização de 120 fps (no PlayStation 5, Xbox Series X/S e PC), Star Wars: Dark Forces Remaster está de cara nova. As texturas e a iluminação foram melhoradas e os controles foram modernizados para suportar os gamepads atuais. Isso inclui recursos específicos da plataforma, como controles de giro/movimento, vibração e uma roda de armas totalmente nova. A cereja do bolo é que o jogo também oferece conquistas/troféus para prolongar a diversão.

A história épica de Kyle Katarn

No centro de Dark Forces está a emocionante história de Kyle Katarn, um mercenário que desertou do Império Galáctico para se juntar à Aliança Rebelde. Sua missão é se infiltrar no Império e frustrar seus planos de criar um temível exército de novas tropas de assalto e dróides de batalha, conhecido como Dark Trooper Project. Primeiro jogo de tiro em primeira pessoa do universo Star Wars, Dark Forces ainda é considerado um dos melhores jogos da época, inspirado no clássico Doom.

Disponível em várias plataformas

Star Wars: Dark Forces Remaster estará disponível para PlayStation 5, Xbox Series X/S, PlayStation 4, Xbox One, Nintendo Switch e PC. Para quem quiser reviver a versão original ou saber mais sobre os bastidores da criação de Dark Forces, poderá assistir aos ex-editores da GI jogarem a versão clássica em um episódio de Replay, ou descobrir os segredos por trás do design do jogo. em um artigo retrospectivo.

Fonte: www.gameinformer.com